Revestimento Tanque de Peixes com Lonas Plasticas vs Geomembrana

Tanque de Peixes

Os tanques de peixe construídos com LONAS PLASTICAS PARA TANQUE DE PEIXES (CLIQUE E COMPRE AQUI) são utilizados pelo ramo de aquicultura que é dedicado especialmente à criação desses animais aquáticos, seja para ornamentação de aquários ou até mesmo para o consumo humano. Vários aspectos devem ser levados em consideração e analisados para saber se a criação nos tanques de peixe será efetiva. Entre eles, um dos mais importantes é saber escolher o tipo de tanque ideal para piscicultura.

Neste artigo você fica sabendo qual o tipo de tanque de peixe é ideal e as vantagens para iniciar a sua criação. Você poderá encontrar Lonas para Tanques de Peixes no blog MomentoAgrodoBrasil.com.br.

Diferença entre tanques de peixe e viveiro

Ao realizar pesquisas sobre a melhor maneira de realizar a criação nos deparamos com  duas maneiras diferentes: tanques de peixe e viveiro. Particularmente, os dois são reservatórios que são escavados na terra para poder criar um ambiente para criação de peixes, mas existem  diferenças entre eles, como as que mostraremos a seguir:

  • Viveiro

O viveiro é mais natural, pois reproduz fielmente as condições naturais que os animais vivem, além de ser dotado de um sistema de drenagem e abastecimento de água que permite ao viveiro esvaziar e encher, de forma correta e em pouco tempo.

Ele pode ser construído através do sistema de barragem que é onde corre um curso natural de água, seja com diques ou erguimento da barragem. Há também o sistema de derivação no qual o terreno escavado deve ser abastecido com o controle de água.

  • Tanques de peixe

Os tanques são semelhantes aos viveiros, mas a diferença está em sua estrutura que é revestida em alvenaria de pedra, plástico, tijolo ou concreto. Sua estrutura é menor e seu abastecimento deve ser feito sempre pelo sistema de derivação, através de canal, nascente ou bombeamento.

lona para tanque de peixe

Tipos de tanques de peixe

É preciso de um local com muito espaço disponível para construção de um tanque de peixe, pois ela envolve a realização de um processo de marcação do terreno, limpeza, escavação até o enchimento, antes que seja erguida a barragem e começar a construir.

Em relação a medida é recomendado que o tanque tenha um espaço de 1m² para cada peixe, observando o tamanho para saber se irá construí-lo no tamanho correto sobre o espaço que tem disponível. Desse modo, não teremos dificuldades ao manejar e realizar manutenção, alguns exemplos são: realizar a transferência dos peixes, alimentá-los e até mesmo no momento da despesca.

Quais os principais tipos de tanques de peixe

Atualmente, existem dois tipos de tanques que são os mais utilizados:

  • Tanques de terra

Esse é o tipo de tanque para peixes mais natural, pois é uma reprodução próxima do ambiente natural desses animais. Ele é construído através da escavação de terra e não Possi revestimentos. Sua grande vantagem está no baixo custo, porém, os cuidados com as manutenções são maiores.

Para construir esse tipo de tanque é preciso que as paredes possuam uma inclinação de 45°. Ele é mais indicado para ambientes que possuam muito espaço disponível para exploração, elem de possíveis manutenções se necessário.

  • Tanques de alvenaria

Uma adaptação dos tanques de peixe de terra, os de alvenaria também possuem o fundo de terroso. Mas, é revestido e pode ser realizado o revestimento com tijolos (colocados em espelhos e com a maior face do tijolo sempre à vista), argamassa ou pedra.

A inclinação deste tanque nas paredes deve ser 30° graus. Sua maior vantagem é a durabilidade e que não necessita da realização de grandes manutenções.

Formatos de tanque de peixe

Os tanques de peixe podem ser construídos em três formatos diferentes e cada um é indicado para uma situação específica.

Tanque Circular: produz movimentos circulatórios na água, reproduzindo o habitat natural dos animais, uma vez, que simula movimentos contra correnteza. Porém, é uma das formas que não é muito utilizada atualmente.

Tanques quadrados e retangulares: Esses dois formatos funcionam do mesmo modo, mudando apenas o tamanho. São os formatos de tanque de peixe mais utilizados já que facilitam seu manejo durante a criação. Também proporciona bem-estar para os animais, além de serem ideais para quem deseja criar espécies diferentes no mesmo tanque.

Abastecimento de água nos tanques de peixe

Como mencionado anteriormente, o sistema de abastecimento deve ser o de derivação. Desse modo, a água vem de uma nascente, canal de irrigação ou açude, onde será conduzida através de canais abertos e/ou tubulados. Outra maneira é através das bombas de água, ou seja, tanto ao entrar quanto para sair, a água deve ser controlada.

Os tanques para piscicultura possuem diversas diferenças, no entanto, é possível adaptar de acordo com o que você deseja. Basta realizar uma análise do local em que pretende colocar seu negócio e utilizar as dicas para escolher o tanque de peixe certo.

lonas plasticas 200 micras preço

Topografia do terreno para construção dos tanques

Antes de construir um tanque de peixe é preciso analisar a topografia do seu terreno. Também deve ser verificado qual o tipo de solo ele será implantado, assim como a água que será utilizada para o abastecimento. Principalmente nos períodos de chuva.

Ao construir o tanque aproveite o máximo a topografia do seu terreno. Portanto deverá ser realizado as compactações do fundo, paredes e deixar o terreno estável, livre de possíveis erosões e infiltrações.

O ideal é que os terrenos sejam planos com declive de 2%. Ainda o fundo deve ter a a sua declividade em 1,5% em relação ao sistema para escoamento. A construção de taludes deve ser feita em camadas. Por isso  a terra deverá ser compactada até que complete uma altura de 50 cm acima do nível da água para evitar que o tanque transborde.

Tipos de solo para construção de tanques de peixe

Para construção de tanque de peixe os solos argilosos e com baixa permeabilidade são os ideais. Porque deixa a construção dos diques mais estáveis. Os solos arenosos ou com muito cascalho apresentam infiltrações, que exigem maior uso de água nos tanques de peixe. Sem contar que os solos pouco estáveis são os mais susceptíveis a erosões.

Quantidade de água ideal em tanques de peixes

O local que foi escolhido para construção dos tanques deve possuir fontes de água com qualidade. Também tem o requisito de não ser contaminadas por poluentes. Ainda devem possuir a quantidade mínima necessária para abastecer.

A quantidade de água utilizada depende da área dos tanques. Também da evaporação e renovação da água exigida para produção, taxas de infiltração e reaproveitamento da água.

Sistemas de abastecimento para tanques de peixe

Além dos sistemas mencionados anteriormente, existem os de gravidade e por bomba. Confiram:

  • Abastecimento por gravidade

Esse tipo de abastecimento é implantado somente onde há represas e/ou nascentes localizadas acima do nível do tanque. Sendo que, a distribuição da água é realizada através de canais abertos ou tubulações.

  • Abastecimento através de bombeamento

Esse sistema é utilizado quando a fonte de água, por exemplo, poços, estiver abaixo do nível de seu tanque. A água é distribuída através da tubulação pressurizada pela bomba até que entre nos viveiros.

O mais indicado é optar pelo sistema de gravidade. Este sistema evita muitos custos com a parte operacional durante o manejo dos tanques de peixe.

Canal de abastecimento, tanques de peixe

O correto é contar com a distribuição da água através do sistema de gravidade, pois os custos com a parte operacional são menores e evita falhas no sistema, uma vez, que as bombas podem queimar, quebrar ou faltar energia.

O canal para abastecimento pode ser realizado com canos PVC para controlar a vazão da água. O ideal é que a água caia de uma altura de 50cm para facilitar sua oxigenação. Em relação ao volume, ou seja, quantidade de água, este deve ser o suficiente para suprir as necessidades de renovações diárias dos tanques de peixe (entre 5 a 10 L/s/hectare).

Canal de deságue em tanques de peixes

O canal de deságue para os tanques de peixe pode ser realizado através de calhas e tubos de PVC, para levar a água a estabilização ou tanque de decantação. O fator mais importante é realizar a drenagem da água que está no fundo dos tanques de peixe, pois a mesma possui pouca qualidade e baixa oxigenação.

 

Quando o tanque de peixes estiver bem vazio possibilitará a despesca, adubação e até sua desinfecção. Devido a isso, os canais para saída de água devem ser localizados na parte mais baixa do seu tanque para a drenagem total.

Deixe um comentário