Tipos de Plasticos – Exemplos e Aplicações dos Polímeros

Tipos de plástico

Como podemos observar, o plástico é um dos materiais que está mais presente em nosso dia a dia. São diversos os tipos de plástico e servem como matéria prima para fabricação de inúmeros materiais, como exemplo, peças de computadores, brinquedos, carros, escovas de dente, copos e etc. O emprego mais variado do produto é devido a sua alta durabilidade, baixo consumo de energia, reciclagem, fácil processamento e transporte.

O que é o plástico?

Antes de conhecer os tipos de plástico existentes, precisamos entender o que é esse material e sua importância.

O plástico que está presente em nosso cotidiano é um polímero, produzido através da fração do petróleo denominada como Nafta e de fontes renováveis, como exemplo, os tipos de plásticos que são fabricados a partir do milho, mandioca e outras matérias. O plástico é subdividido avaliando as composições da cadeia de moléculas, para que seja definido qual será a sua finalidade.

A seguir, vamos conhecer quais as diferenças básicas dos tipos de plástico existentes, que podem ser realizadas de acordo com a extensão e estrutura dos polímeros disponíveis e como podemos identificar se os mesmos são apropriados para o processo de reciclagem.

Como identificar os tipos de plástico adquiridos?

Para que saibamos de quais materiais os tipos de plástico são fabricados, devemos ter em mente que existe um tipo de padrão que é utilizado pelos fabricantes do produto. Talvez, você já tenha reparado que nos matérias existem alguns números que estão cercados por pequenos triângulos, esses com setas em seus rótulos. Esses triângulos possuem a função de alerta para que os consumidores saibam que o descarte do plástico é seletivo, além das orientações para separo adequado de cada material na hora de desprezar as embalagens, objetos, potes, entre outros.

No nosso país, a norma técnica (NBR 13.230:2008) dos tipos de plásticos foi estabelecida de acordo com os principais critérios internacionais. A numeração serve para separar o material nos mais conhecidos seis tipos de plástico – PET, PEAD, PVC, PEBD, PP e OS – sendo que ainda existe uma sétima opção com outros tipos, comumente empregada para produtos fabricados a partir de combinações de variadas resinas e outros materiais.

Termoplásticos, Termorrígidos e Processo de Reciclagem

Os termoplásticos se enquadram nos tipos de plásticos que são sintéticos, podendo ser aquecidos sem mudar as propriedades químicas do material. O que é muito vantajoso para o processo de reciclagem, uma vez que o plástico pode receber a moldagem em diversos formatos, sendo totalmente recicláveis.

Confira os tipos de plásticos que fazem parte dessa categoria:

Termoplásticos

  • PET – Tereftalato de etileno

O PET é um dos tipos de plástico mais utilizado, ele é fabricado a partir de uma reação que envolve o ácido tereftálico e etileno de glicol. Esse tipo de plástico compõe, normalmente, garrafas e frascos para fins alimentícios, hospitalares, fibras têxteis, cosméticos, embalagens e outros. Sua alta demanda deve-se ao fato de que o PET é um material inquebrável, leve e impermeável, uma vez que é termoplástico, o mesmo ainda é reciclável.

A desvantagem do PET é que o mesmo é fabricado por uma fonte não renovável, o que é prejudicial quando sua reciclagem é realizada com materiais como as fibras de algodão, pois o processo torna-se inviabilizado.

  • PEAD – Polietileno Alta Intensidade

O PEAD é muito presente na fabricação de embalagens para detergentes, sacolas de supermercados, tampas, tambor de tinta, óleo automotivo e outros. Esse é um tipo de plástico inquebrável, leve, resistente a baixa temperatura, rígido, com boa resistência química, e outros. Esse plástico é reciclável e pode ser adquirido através de petróleo, fontes vegetais conhecido como plástico verde.

  • PVC – Policloreto de Polivinila

Esse tipo de plástico é encontrado nas embalagens adesivas de garrafas de água mineral, maioneses, óleos comestíveis, sucos, tubulações, mangueiras, bolsa de sangue, materiais hospitalares e diversas outras. É muito utilizado devido a rigidez que possui, transparência, impermeabilidade e resistências a temperaturas variadas.

O PVC é fabricado a partir de 57% de cloro derivado do sal para cozinhar e mais 3% de eteno derivado de petróleo.

  • PEBD/PELBD – Polietileno baixa densidade

Este tipo de plástico está presente, nas sacolas de supermercado, filmes para embalagem de alimentos e fraldas descartáveis, materiais hospitalares, sacaria industrial, etc. O PEBD é flexível, transparente, leve e impermeável, além de ser reciclável.

O mesmo pode ser obtido através do petróleo e fontes vegetais, sendo conhecido também no último caso, como plástico verde.

  • PP – Polipropileno

O PP é um tipo de plástico que tem como principais características, ser inquebrável, brilhantes, conservar aromas, rigidez, transparência e resistente as mudanças de temperatura. Ele é bastante utilizado em embalagens industriais, cordas, frascos, caixa de bebidas, fibra de tapete, tubos para água quente, seringas descartáveis e outras finalidades.

Esse plástico possui a variação BOPP, que é um tipo de plástico metalizado que é de difícil reciclagem, um exemplo, embalagens de doces e salgadinhos.

  • OS – Poliestireno

Utilizado na fabricação de potes para sorvetes, iogurtes, frascos, doces, parte interna das portas de geladeira, copos descartáveis, tampas, bandejas, aparelhos de barbear e outros. Suas principais características envolvem: Leveza, baixo custo, isolamento térmico, moldabilidade  em ação de calor e flexibilidade.

  • PLA – Poli

O PLA é fabricado através do ácido lático obtido através da fermentação de vegetais, como mandioca, milho, beterraba e outros tipos. Esse tipo de plástico é biodegradável, compostável, bioabsorvível e biocompatível. O mesmo pode ser usado em embalagens para alimentos, copos, bandejas, garrafas, sacolas, impressoras, entre outros. O único problema é que quando misturado com alguns tipos de materiais, sua reciclagem é inviabilizada.

Termorrígidos

Os termorrígidos são tipos de plástico termofixos ou termoendurecidos, ou seja, não se fundem mesmo que seja utilizada alta temperatura. Em altas temperaturas, esse material realiza o processo de decomposição, inviabilizando o seu processo de reciclagem. Sendo assim, os plásticos termorrígidos possuem dificuldades de reciclagem.

Os tipos de plástico termorrígidos são:

  • PU – Poliuretano

Plástico que possui resistência à abrasão, flexibilidade, possível design diferenciado e leveza. É utilizado em espumas de colchão, estofado, solado de sapatos, interruptor, peça industrial elétrica, cinzeiro, peças para banheiros, telefone e outros.

Como mencionado anteriormente, esses materiais não são reciclados.

  • EVA – Acetato-Vinilo Etileno

A principal característica desse tipo de plástico é sua capacidade de flexibilidade e resistência. Normalmente, ele é usado na fabricação de solados de calçados, equipamentos para academia, brinquedos e outros.

  • Baquelite

Esse tipo de plástico, conhecido quimicamente como polioxibenzimetilenglicolanidrido, é formado a partir da junção entre formaldeído e fenol, que originam um polímero conhecido como polifenol. É basicamente uma resina sintética muito resistente ao calor, forte, infusível e que pode ser moldada em uma fase inicial de manufatura. O baquelite é um tipo de plástico de baixo custo que pode ser incorporado a laca e verniz. Sua aplicação é realizada em cabos de panela, rádios, interruptor, telefone, lâmpada e outros.

Atualmente esse plástico é pouco utilizado, comumente, os produtos que possuem esse tipo de plástico em sua fabricação são itens antigos de coleção.

Esses são alguns dos tipos de plásticos mais conhecidos e utilizados.

Deixe um comentário